Sou mais um entre tantos...

Sou mais um entre tantos...
A FILOSOFIA E A MISSÃO DESTE BLOG INCLUI A DIFUSÃO DA CULTURA E A UTILIDADE PÚBLICA.

"Cada pessoa, por si só, promove a sua indispensável transformação interna, transmutando o pesado chumbo do seu emocional, no ouro reluzente da Evolução Mental."

Fé Esperança Caridade

Fé Esperança Caridade
Fé Esperança Caridade - Virtudes chamadas teologais porque têm a Deus por objeto de modo imediato. Pela fé nós aderimos ao que Ele revelou; pela esperança tendemos a Deus apoiando-nos em seu socorro para chegar a possuí-Lo um dia e vê-Lo face a face; pela caridade amamos a Deus sobrenaturalmente mais do que a nós mesmos. A minha Fé não é achar que Deus fará o que eu quero, mas basea-se na certeza de que Ele fará por mim tudo o que preciso.

Verbete Wikipédia

Verbete Wikipédia
Verbete Wikipédia

O BRASÃO

O BRASÃO
Visite o blog do Barão de Burity clicando no Brasão.
Meus livros são minha essência.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.

ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA.
ALGUNS LIVROS DE MINHA AUTORIA - DOWNLOAD? POR FAVOR, CLIQUE NO TÍTULO.
CRÉDITO DE IMAGENS
Algumas obtidas na internet e formatadas com programas "freeware".


As pessoas passam, as obra permanecem. Ninguém é obrigado a gostar de alguém, mas existe uma coisa que se chama: respeito. Nunca sabemos onde a vida nos levará. Tropeços... Valores... Reviravoltas... No final do caminho, as diversidades mais difíceis, não nos matam - nos tornam mais forte.
Estou de bem com a vida... Faço do escrever a minha terapia ocupacional e dedilho os primeiros acordes em teclado Yamaha.
Acima de tudo agradeço a Deus por tudo que tenho e sou.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

CONCURSO INTERNACIONAL - "RUMO À LUZ"

 
 

CONCURSO INTERNACIONAL PARA ESTUDANTES !


“RUMO À LUZ”


O Concurso de Arte Estudantil será promovido pela Associação Internacional de Artes Maçônicas, com sede em Washington – DC, Estados Unidos da América do Norte,  como parte do Programa do Festival Apollo 2018. e destina-se a recompensar obras culturalmente artísticas, peças ou composições cujos temas devem estar relacionadas com a Maçonaria e sua Arte Simbólica, além da história, cultura e tradições maçônicas como também revelar suas figuras famosas que contribuíram para a progresso da humanidade.
Qualquer estudante de 8 a 108 anos será bem-vindo à participar deste concurso com suas obras originais nas áreas de Poesia, Belas Artes, Documentário em Curta Metragem, ou Composições Musicais.
 
A competição terá como tema a denominação “Rumo à Luz” e os participantes devem observar as seguintes regras:

Área I - Poesia: o texto não pode ter mais de duas (2) páginas A4 por trabalho. Cada estudante poderá participar do concurso com uma (1) ou até três (3) obras originais;

Área II - Belas artes: pinturas, ilustrações, gravuras ou esculturas. As Ilustrações ou Gravuras deverão estar no formato 16 x 20 polegadas; e as esculturas não poderão ser maiores que 6 x 6 x 12 polegadas. Cada estudante poderá participar do concurso com uma (1) ou até três (3) obras originais;


Área III – Documentário de Curta metragem: não poderá mais do que cinco (5) minutos de duração. Cada estudante poderá participar do concurso com uma (1) ou até três (3) obras originais;


Área IV - Música: composição musical, que, pela escolha do autor poderá conter letras.

A composição não deve mais exceder a três (3) minutos de duração.
Cada estudante poderá participar do concurso com uma (1) ou até três (3) obras originais.

Os participantes devem escolher um dos seguintes idiomas oficiais para apresentação de suas obras: Inglês, Espanhol, Português, Russo, Italiano ou Francês.

Um prêmio de US$ 1.000,00 (mil dólares americanos), oferecido pela Associação Internacional de Artes Maçônicas, será entregue ao vencedor em cada área de participação.

O período para a inscrição no referido Concurso será de 1 de Setembro de 2017 até 1 de Março de 2018 através de um  e-mail, informações biográficas e idade do participante além de mencionar o Estabelecimento de Ensino ao qual pertence assim como também área desejada de participação.

O e-mail deve ser enviado ao Secretário Executivo da Associação Maçônica de Artes Sr. Dimitar Mavrov através do seguinte endereço eletrônico:

O prazo para a apresentação das obras de arte: começa em 1 de março de 2018 e termina em 1 de maio de 2018. 
 
O endereço para entrega dos trabalhos, peças ou composições é:
Festival Apollo-2018
The George Washington Masonic National Memorial
101 Callahan Drive
Alexandria, Virginia, USA 22301

Para mais informações acesse:  www.masonicarts.net
 
A cerimônia de premiação será realizada em Sessão Solene no Salão Nobre de exposições no Festival Apollo-2018
no dia 13 de maio de 2018
das 09h00 às 12h00 da manhã.


Paulo Koo
Grande Embaixador para América Latina

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

POSSE DA ACAD. DYANDRÉIA NA AJEB...


Associação de Jornalista e Escritores do Brasil - AJEB
comemora 17 anos de Fundação.












Acad. Jornalística Dyandréia Valverde Portugal
empossada na Coordenadoria da AJEB - Rio de Janeiro.



Créditos:
Fotografias
Jornal Sem Fronteiras.

domingo, 26 de novembro de 2017

DIVULGAÇÃO...

Divulgamos o inteiro teor da mensagem de autoria do
SG-SB - HUDSON CASTRO
embarcado no Submarino Riachuelo - S40
Marinha do Brasil.

Hoje, todos os homens do mar estão de luto com o fim da esperança de encontrar o
ARA San Juan.

Uma ou outra pessoa poderá não entender esse sentimento, mas todos os que servem/serviram no mar se sentem ligados pelas mesmas tradições, pelo mesmo espírito de camaradagem nas missões operativas, nos portos, nas Praças d'Armas e Salões de Recreio. 
Somos uma  irmandade unida pelo mar.

Aos 44 irmãos (e irmã) argentinos, cujo descanso eterno será as águas geladas do Atlântico Sul,
que Deus acolha suas almas e conforte suas famílias e amigos.



O "ARA SAN JUAN" - S42
Classe TR-1700
Armada de la República Argentina
CONTINUARÁ  EM  PATRULHA.
A imagem pode conter: oceano, céu, atividades ao ar livre, água e natureza

sábado, 25 de novembro de 2017

DE LEITOR A ESCRITOR... GABRIEL MENDES ANDRADE

O primeiro autógrafo nunca esquecemos.
Acreditamos que o mesmo esteja acontecer com o jovem

GABRIEL MENDES ANDRADE

ao participar do livro

De Leitor a escritor
Contos Fantásticos

Livraria Cultura

Mas quem é Gabriel? Pelo pouco que obtivemos. Trata-se de um jovem de 13 anos,
filho do Dra. Daniella Leitão Mendes e do Dr. Manoel Loyola Andrade
que trabalha na Marinha do Brasil.

Não tivemos em mãos um exemplar do livro supracitado. Apenas recebemos a fotografia abaixo:

Assim, vimos frustrada, a disposição de dar uma maior amplitude e demonstrar a magnitude da participação do jovem Gabriel com o conto:

"O incrível navio Phantom-2004"

O ato de divulgar a presente matéria visa estimular e  motivar o Gabriel a participar de outros projetos que desenvolvam a escrita, a leitura e acima de tudo a sua criatividade. Afinal, com muita propriedade lembremos das palavras de Monteiro Lobato: "Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê."

Parabenizo os país do jovem escritor Gabriel, também, pela orientação, pela educação e pelo encaminhamento nele inculcados

Finalizando, assevero que o ensino da Língua Portuguesa tem por finalidade nas diversas propostas curriculares - criar situações nas quais os alunos ampliem o domínio ativo nas situações no mundo da escrita discursiva possibilitando o desenvolvimento de suas próprias ideias. Foi exatamente o objetivo colimado por Gabriel.

domingo, 19 de novembro de 2017

DIVULGAÇÃO...

de notre ambassadeur Coronel  Ra. Héctor José Corredor Cuervo  Colombie

  votre indulgence pour les traductions merci !
 
 
 
 
 
"A terra é minha terra natal, e toda a humanidade é minha família". Khalil Gibran.

 
SONHOS DE PAZ SEM FRONTEIRASCom essa fé abençoada que Deus me deuEu lido essa caneta como um velho soldadopara contar ao mundo meus sonhos e meus cuidadosPara um país harmonioso, em paz e sem fronteiras,onde não há angústia para a presença de animaise onde as aspirações podem crescer sem medo.Hoje, quando vejo que o sol se esconde ao pôr-do-solDesperto minhas ideias sem medo do fracassoe faz com que roube algum perfume de florespelo ar cristalino com fé e fidelidademudar o espírito de nossa humanidadeQuem sofre nas profundezas da angústia e da dor.Meu sonho é cimentar uma fabulosa pátriasem distinção de raça, sem ideias odiosas,sem a coluna vertebral bloqueada por uma fraca rigidezque manipula os espíritos por meio de erroescondido atrás das telas de uma democraciaque permite a compra do eleitor vazio.Eu quero um mundo livre, sem jugo ou correnteonde não há culturas de paixões e penalidadessemeado por tiranos cheios de ambiçõesdizem que mudam o destino do inocenteQuem vive com muitos indolentescomo as formigas carregam o coração.Eu quero um mundo vital sem pássaros de rapina,sem pessoas armadas com palavras falsasque as pessoas enganam com promessas manipuladaspara fazer transações de riqueza sumptuosade pessoas que morrem em meio à pobreza,sofrendo as consequências das guerras planejadas.Um mundo sem pilhas de controles de nuvemque saturam os espaços de áreas importantesmente embriagadora com antigas doutrinase compre consciências com dinheiro quentecom líderes corruptos e gananciososque esconde as intenções nos bastidores.Um país grandioso, ao contrário de qualquer outro,que abrange todas as terras e mares profundosonde sempre há uma rede de esperançafaz florescer a flora da alegrianos sulcos da união, sem medo de agonia,germinar sementes saudáveis ​​de confiança.Um mundo com ninhos de franqueza e amoronde eles podem perceber pintos de calore crescer para o abrigo de uma fraternidade completasob os raios de carinho, com o sentimento de união,onde não há desejo ou chuva de paixãoo que os impede de viver em harmonia com a liberdade.Mas eu sei que vou morrer sem ver o mundo integradoEm um país forte, calmamente na colina,mas eu sei que os traços deixados no desertoos peregrinos virão procurar o futuroe você encontrará um guia que pode atendê-lopara alcançar a paz com a luz das estrelas.

 
Não peço nada ao meu país; Eu apenas quero continuar servindo você com honra e honestidade até a morte.

sábado, 18 de novembro de 2017

CIDADÃ CARIOCA...

 
DIVA PAVESI
Natural da cidade de São Paulo
Editora, Jornalista, Escritora, Fotógrafa, Curadora, Produtora Cultural, 
Agente Artística, Marchand e Tradutora.
Presidente da Divine Académie Française des Arts Lettres et Culture,
fundada em 25 de outubro de 1995. A Académie é reconhecida na Europa e Brasil tem como objetivo enfatizar, promover e premiar o trabalho dos escritores, artistas, criadores, promotores, produtores e de talentos eméritos nos campos sociais e culturais.
 
TÍTULO DE CIDADÃ HONORÁRIA DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO
concedido pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Proposição de Vereador Eliseu Kessler.
 
Parabéns Diva Pavesi.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

MARINHEIRO... MARINHEIRO...

 
 
 
Não existe vento favorável para o Marinheiro que não sabe aonde ir.
(Sêneca)
 
 
Os ventos sopram e os bons marinheiros da vida navegam rumo à felicidade.
 
 
 
 
Transcrevo mensagem recebida do
Centro de Comunicação Social da Marinha.
 
Endereço na internet
 
Dia Nacional da Amazônia Azul
16 de novembro

Pelo mar fomos descobertos e a partir do mar e dos rios consolidamos nossa independência e fixamos as fronteiras ao norte, sul e a oeste; o que, garantiu a integridade do nosso território, com dimensões continentais. Também, pelo mar e rios, ao longo de nossa história, nos defendemos das mais graves agressões à soberania nacional.
Assim, entender a importância dos mar e rios exige a absorção de conhecimentos e percepções que, normalmente, deixam de estar ao alcance de significativa parte do Povo Brasileiro; porém, cada vez mais, constatamos que é pela via marítima e hidrovias que trafegamos os produtos e serviços vitais para o Brasil.
O nosso Brasil, continental, que guarda relação inseparável com os espaços oceânicos e ribeirinhos, tanto, devido a sua origem, como por dispor de imensas riquezas que, seguramente, serão cada vez mais importantes para o desenvolvimento de nosso País.
Em datas importantes, sempre devemos atentar para os conselhos de Rui Barbosa:
“...mas não basta admirar: é preciso aprender e prosperar. O mar é o grande avisador. Pô-lo Deus a bramir junto ao nosso sono, para nos pregar que não durmamos. Por ora a sua proteção nos sorri, antes de se trocar em severidade...”
Em decorrência da relevância dos fatos históricos, que nos associam ao mar e aos rios, e a magnitude das riquezas da Amazônia Azul, o Congresso Nacional, por meio da Lei no 13.187, de 2015, instituiu o dia 16 de novembro como “O Dia Nacional da Amazônia Azul”. Nessa data, em 1994, passou a vigorar internacionalmente e para o Brasil, por meio do Decreto no 1.530, de 1995, a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM), que estabeleceu novos conceitos de deveres e direitos, dos Estados, nos espaços oceânicos.
Tendo em vista as diretrizes da CNUDM e em estudos geopolíticos voltados para os oceanos, a “Oceanopolítica”, a Marinha do Brasil vem consolidando o conceito político-estratégico “Amazônia Azul”, que insere em posição decisiva os espaços oceânicos e ribeirinhos, sobre os destinos do Povo Brasileiro e na dinâmica das Relações Internacionais. Em um cenário mais amplo, orienta o Brasil para que, ainda mais, empregue os oceanos e as hidrovias para o desenvolvimento nacional, de modo a ampliar o atendimento dos justos anseios de prosperidade da sociedade brasileira; assim como, sempre que necessário, defender a soberania nacional, nas mesmas áreas, onde atuamos em um passado de invicto País.
A "Oceanopolítica" visa conscientizar a população brasileira da importância política, estratégica e econômica do nosso território marítimo, com uma área de, aproximadamente, 4,5 milhões de km2, sendo 3,6 milhões de km2 correspondentes à Zona Econômica Exclusiva, acrescidas de mais 950 mil km2 de plataforma continental, onde estão os cabos submarinos, meio de transmissão da  maior parte de dados, primordiais para as nossas comunicações, e trafegam 95% do comércio exterior brasileiro, que representam 91% do petróleo e 73% do gás natural produzidos no País.
Adicionalmente, a essa pujança na área econômica e energética, temos a riqueza em biodiversidade. O nosso território no mar é crucial na regulação do clima, absorvendo e paulatinamente liberando imensas quantidades de calor e  processamento de nutrientes, por meio de ciclos naturais, e contempla ampla gama de serviços, reservas minerais e alimentos, que beneficiam grande parcela da nossa população.
Cabe ressaltar, as vulnerabilidades estratégicas, como as plataformas de exploração de petróleo e gás, usinas de energia e a localização, próximas à costa, de instalações sensíveis e de significativos centros populacionais e industriais do Brasil. Destacam-se, entre muitos, o complexo nuclear de Angra dos Reis e as mais importantes cidades e as maiores empresas de nosso País. Nos portos e terminais portuários circulam parcela preponderante das riquezas nacionais, tais como granéis sólidos e líquidos, contêineres e commodities de toda ordem, como aquelas oriundas do agronegócio.
A relevância em proteger esse legado tem direcionado a Marinha do Brasil na consecução dos seus programas estratégicos, entre outros: Programa Nuclear da Marinha, Programa de Desenvolvimento de Submarinos, Programa de Construção das Corvetas Classe Tamandaré e Obtenção da Capacidade Operacional Plena. Na atualidade, quando os desafios alcançam crescente dinâmica e as ameaças ocorrem, a partir de cenários sempre complexos e multifacetados, estarmos preparados para defender a Amazônia Azul caracteriza condição imprescindível para que o País preserve a amplie a sua prosperidade e exerça a sua soberania, quando for necessário. Sendo oportuno destacar, que os programas estratégicos da Marinha do Brasil possuem forte sinergia com os setores acadêmicos, industriais e empresariais.
Ainda, analisando o curso da história, verificamos que a associação das atividades marítimas e ribeirinhas com as iniciativas de desenvolvimento nacional, sempre caracterizaram relevantes protagonismos, cada uma em seu momento histórico. Como exemplos, temos a cidade estado Atenas, direcionada para o mar, cuja civilização até nos dias atuais observamos os seus reflexos; Império Romano, o domínio do Mar Mediterrâneo; Portugal, com a famosa Escola de Sagres, origem de nosso descobrimento; e a Inglaterra, o Império onde o sol sempre estava brilhando.
Na ocasião em que comemoramos esta importante data, plena de envolvimentos com o nosso passado e basilar para um presente e futuro, devemos exaltar tão valioso patrimônio; entretanto, cônscios das dimensões que envolvem a Amazônia Azul: soberania nacional, diplomática, econômica, ambiental, científica, tecnológica e de inovação, relembramos, mais uma vez, as palavras de Rui Barbosa:
“...O mar é um curso de força e uma escola de previdência. Todos os seus espetáculos são lições: não os contemplemos frivolamente...”
“...Esquadras não se improvisam...”
    ILQUES BARBOSA JUNIOR
         Almirante de Esquadra
    Chefe do Estado-Maior da Armada
 
 

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

BODAS DE DIAMANTE - TURMA IRIS


Parabéns aos componentes da Turma Iris - Santa Catarina 1957
pelas Bodas de Diamante

"Há uma primavera em cada vida:
é preciso cantá-la assim florida."
Zina Bellodi
(Globo Editorial)

 
 
Como se fossem pipas coloridas...
dou asas às lembranças...
Não esqueci os tempos dos meus ontens...
Ao ouvir os solfejos da maré: minha face se criançola..
Recordar é dar vida ao silêncio... É viajar pelo pretérito...
Há pedaços de ontem na lembrança...
Me sinto livre como um vento sem pressa...
Descubro que o longe esteve a uma curva e além do quase perto...
Entre doces recordações, ainda bebo na garrafa da esperança...
 
 
Até parece que foi ontem...
15/11/1957
18/11/2017
60 anos se passaram.
 Passaram rápido!!! Depois da Solenidade de Juramento à Bandeira... Seguiram-se as movimentações... Uns foram para a Esquadra, bem poucos para uma organização em terra...
No retorno ao Rio de Janeiro, após desembarcar do NTr Ary Parreiras, muitos dos componentes da Turma Iris - Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC) nunca mais se encontraram... Apesar dos divergentes caminhos que cada um trilhou, mister se faz, externar a elevada estima e amizade que tenho pelo colegas de tão longa jornada.
 
O tempo pode ter apagado algumas lembranças. Mas o orgulho de ter sido marujo continua latente... Relembrando o tempo de Aprendiz-Marinheiro...
 Recordando fatos da carreira...
Tempos de sonhos e devaneios...
Tempos de rigorosa disciplina...
Tempos que não voltam mais...
Sem saudosismo curto o passado...
Sem jactância atrevo-me viver o presente...
 
"A pessoa capaz de sentir prazer com o próprio passado
vive duas vezes."
 Marcial (em latim Marcus Valerius Martialis) 38-104 d.C
poeta e aforista hispano-latino.

 
 
Aqueles que por aqui estão. Que Deus os acompanhe pelos dias restante
até o desembarque da Nau "Planeta Terra".
 
Àqueles que não mais estão entre nós o sinal marinheiro de missão cumprida:
 
 
Partindo-se da premissa de que é sempre pelo  ideal e só por um ideal que os marujos se dedicam... Considerando-se que os marujos sacrificam-se por visões que o vulgo desdenha como ilusões...
Os integrantes da turma Iris/1957 têm muitas razões para ter orgulho de um dia terem sido marujo.
 
 
Resultado de imagem para sino em um navio
Depois de algum tempo de efetivo serviços, lembrando as badaladas do sino de bordo, você poderá, ao olhar para trás, lembrar dos momentos onde tenha sido potencializado
o cumprimento dos deveres e o exercício dos direitos com liberdade.
Liberdade! Sim. Liberdade de expressão, de opinião, de ir e vir! Claro que não! Refiro-me a liberdade interior externada pelo verdadeiro espírito de doação a Pátria.
 
 
 

terça-feira, 14 de novembro de 2017

TELHADOS DE VIDRO...

"Os homens deviam ser o que parecem ou, pelo menos, não parecerem o que não são".
William Shakespeare
Telhados de vidro...

 
Por Alessandra Leles Rocha


Finalmente, o Brasil decidiu escancarar a sua face preconceituosa e intolerante. O “politicamente correto” é, de fato, difícil de sustentar até que em um dado momento as aparências sucumbem ao que habita dentro do inconsciente. Já deveríamos saber que não há como “esconder as sujeiras sob o tapete” por toda a vida.
Éramos bons em impingir a outras sociedades essa lado triste e infeliz do ser humano, como se fôssemos um exemplo de civilidade, de respeito, de convivência fraterna, de profunda naturalidade em relação às diferenças. O fato de o país exibir uma diversidade sociocultural riquíssima, isso nunca significou a paz entre nós. Sempre existiu sob o manto nacional das aparências hipócritas um olhar desaprovador, inquisidor, sobre toda e quaisquer formas de pluralidade – status, gênero, etnia, credo, escolaridade...
Mas, agora decidimos nos portar exatamente como aqueles que antes condenávamos. Abdicamos da racionalidade, da empatia reflexiva, e de quaisquer outros valores e virtudes humanas para resumirmos todas as nossas insatisfações, frustrações e afins, no radicalismo do preconceito. Como se a vida não nos confrontasse a todo instante com demandas existenciais que deveriam estar à frente de todas as prioridades.
Nossa fúria em torno de uma sociedade ideal chega a ser patológica? Que ideal seria esse, quando cada um pode pensar e compreender a vida por um prisma diferente? Quem seriam os “escolhidos” para compor esse ideal? A busca por um equilíbrio, um denominador comum, está longe de ser o alcance de uma hegemonia.

Inteiro teor do artigo em
 
 

 

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

ARQUIPÉLAGO DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO...


O Arquipélago de São Pedro e São Paulo destaque na TV
A TV RECORD exibirá no dia 5 de novembro, domingo, às 19h30, no programa "Domingo Espetacular", uma reportagem sobre o Arquipélago de São Pedro e São Paulo, onde a Marinha do Brasil mantém uma Estação Científica.
Arquipelago Sao Pedro e São Paulo

 https://pt.wikipedia.org/wiki/Arquip%C3%A9lago_de_S%C3%A3o_Pedro_e_S%C3%A3o_Paulo
O arquipélago de São Pedro e São Paulo é formado por ilhas rochosas de pequeno porte ficando a 627 km de Fernando de Noronha, 1010 km a partir de Natal no rio Grande do Norte e a 986 km do ponto mais próximo do continente.

Farol  São  Pedro e  São  Paulo
 
 
 
 
Informação realização do programa divulgada e recebida do
CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA MARINHA
Artigo redigido e formatado à vista
de dados coletados na  internet.


quarta-feira, 1 de novembro de 2017

DIVULGAÇÃO...

Maria Marlene Nascimento Teixeira Pinto cadeira 32
Ambassadrice Profª Maria Marlene Nascimento Teixeira Pinto- Brésil
Na Academia Taubateana de Letras ocupa a Cadeira 32, Patrono Darcy Albernaz.

  
 

 
                                                                               QUEREMOS PAZ!
 
Queremos paz! Queremos amor! Queremos viver!
Chega de corrupção, de desamor, de falta de respeito pelo ser humano.
Chega de discriminação, de preconceitos por motivos de raça, cor,
religião,  posição social...
Chega de  tudo que divide, separa, marginaliza!
Vamos somar! Vamos unir os nossos corações,
em prol de uma sociedade mais justa, mais humana.
Vamos espargir bons exemplos, a solidariedade,
a caridade, a ética,  a moral em todos cantos da Terra,
entoando cânticos, em louvor Daquele que nos deu vida.
Devemos agradecer a oportunidade de estarmos aqui,
neste planeta de expiação, para amadurecermos espiritualmente,
neste corpo material que um dia se extinguirá...
Voltará ao pó!
Renascidos, voltaremos ao verdadeiro lar, na paz do Senhor,
munidos dos nossos aprendizados da escola da vida.
Chega de atrocidades! Chega de promover guerra!
Chega de alimentar a guerra!
Chega de idolatrar os poderosos nas suas ânsias pelo poder,
pela ambição, dizimando os mais fracos.
Vamos depor as armas.
Vamos dar as mãos.
Vamos trilhar um caminho de fé,
incutindo a paz interior,
para manter a paz mundial.
Vamos fazer, cada um, a sua parte!

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

SOU LIBRIANO E NATURAL DO RIO DE JANEIRO...



 
Sou libriano e natural do Rio de Janeiro. Alguns amigos, por benignidade, classificam-me como uma pessoa de sorte eu digo que sou uma pessoa abençoada por Deus.

 
 
 Na condição de aproximar-se dos 80 anos é chegada a hora de me superar e tentar envelhecer com dignidade. Ser idoso não é mérito. Pintam-nos como caquéticos. Somos desprezados e considerados ultrapassados.
É injustiça ou discriminação o deixar de reconhecer os tesouros de sabedoria que os idosos são detentores?

Já plantei uma árvore... Fiz um filho e escrevi mais de 30 livros...
Desejo ser tão somente "cabeça boa"...
 
Que eu possa ir além das aparências... agradecendo a Deus, mais do que peço, por tudo o que a mim foi concedido... Por estar vivo acordado e energizado, mesmo convicto de que a velhice já começou... Que eu possa manter a juventude do meu espírito... Que eu, diante do moderno, sem corromper os meus princípios, saiba aceitar o novo...
Velho é aquele que perdeu o entusiasmo.

 
 



Tenho um eterno sentimento de gratidão por meus pais Zelia e Aldrovando (já falecidos) por terem permitido que eu viesse cumprir meu ciclo terrenal.
 
O mesmo sentimento formatei em mais de 54 anos de convivência com quem me estimula e apoia, enfrentando com elevado ânimo, carinho e dedicação todos os momentos difíceis de nossas vidas, pelas alegrias, pelos sonhos acalentados, pelos dias compartilhados, pelos risos e lágrimas, nossos sucessos e até desapontamentos: refiro-me a Daise  - minha mulher. Não posso deixar de incluir neste gesto de gratidão, a outra importante parte de minha vida: a minha filha - Elda.

 
 


 
 

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

SABER NÃO OCUPA LUGAR...

O "SISTEMA" é altamente contaminado pela "discriminação". Valoriza um "anel no dedo" e esquece de que "todo trabalho" é "essencial" e "importante" ao "coletivo". E quem o executa deve  ser tratado com "dignidade". O que vemos na prática? Exatamente, o contrário:
Todas as pessoas que se disponham a estudar têm o meu apoio.
Nas palavras de Gandhi:
"Faça o melhor que puder. Seja o melhor que puder.
O resultado virá na mesma proporção do seu esforço."
Por seu turno, Antônio Machado - poeta espanhol, nos deixou as seguintes palavras:
"Caminhante não há caminho, o caminho se faz ao caminhar."
Sem outras citações,
Amiga Lene
pela participação e resultado alcançado no "Workshop de Podologia"
 realizado no Centro de Convenções do Hotel Atlântico Business.



Escolhas e não circunstâncias. 
Determinação, coragem e autoconfiança
são fatores para o sucesso.

domingo, 22 de outubro de 2017

I SIMPÓSIO RADIOLOGIA HNMD (DIVULGAÇÃO...)

 
HOSPITAL NAVAL MARCÍLIO DIAS
Missão
Contribuir para a eficácia do Sistema de Saúde da Marinha, prestando atendimento médico-hospitalar de média e alta complexidade, especializando o pessoal com a aplicação de cursos na área de saúde, planejando e executando a pesquisa biomédica de interesse para a Marinha.


 
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e área interna


 
 
A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
   
 O Técnico em Radiologia atua em diversos segmentos dessa área que envolve atualmente uma gama complexa de serviços. Realiza exames radiográficos convencionais, com domínio de soluções químicas e processamento do filme. Prepara o paciente e o ambiente para exames nos serviços de radiologia e diagnóstico por imagem, como mamografia, hemodinâmica, ​tomografia computadorizada, densitometria óssea, ressonância magnética nuclear. Acompanha a utilização de meios de contraste radiológicos, observando os princípios de proteção radiológica, avaliando e comunicando casos de reações adversas, sob supervisão profissional pertine​nte.  Bem como auxilia em procedimentos de medicina nuclear e radioterapia.
 
*Fotografias divulgadas no Facebook de Rosiane Castro